Verdi apoia a arte contemporânea

O Teatro Verdi tem uma longa história, por isso olha para o futuro de maneira positiva. Em 2014, em ocasião do seu 160º aniversário, começou a promoção continua de jovens artistas contemporâneos emergentes que trabalham na região Toscana, colocando à disposição o seu próprio vestíbulo para exibições temporárias dedicadas a eles.

Exit Enter

O primeiro artista a ser nosso hóspede foi Exit Enter (2014), cujo trabalho tem vindo a despertar grande atenção. “A arte é a saída deste mundo para entrar noutro. Quando estou diante uma tela em branco e começo a espalhar cores e a mover linhas, estou em saída (Exit). O ato criativo está fora do mundo material e do tempo ordinário; imaginar é criar uma projeção, um pensamento da mente, com os meus desenhos estimulo as fantasias dos espetadores, para fazê-los entrar (Enter) naquele momento de desapego que é o ato criativo.”
Ler mais (texto em italiano)

exit_ok

Bulb

O segundo protagonista a quem foi dedicada uma exposição foi Blub (2015), que tem escolhido como base do seu trabalho alguns dos ícones mais importantes do panorama artístico de todos os tempos, adicionando uma máscara e snorkel como síntese do seu slogan “A arte sabe nadar”. “Ponho a máscara àquilo que representa a arte, a cultura ou a ciência, e vejo detrás uma porta, como um mundo paralelo”.
Ler mais (texto em italiano)

blub_ok

Jamesboy

A seguir foi a vez de Jamesboy (2016). “Pinto porque preciso, porque sinto a necessidade. Usar este caminho para comunicar com as pessoas é a melhor maneira de expressar-me. Trabalho principalmente para mim e deixo total liberdade de interpretação. Nas minhas obras cada pessoa pode ver o que quiser. Talvez não é algo bonito de dizer, mas sempre pensei assim.”
Ler mais (texto em italiano)

Ninjaz

Desde de 23 de março acolhemos as obras do jovem street-artist Ninjaz. Certamente un artista inesgotável, que produz das telas, das esculturas e das serigrafias, mais recentemente ele tem começado em tatuar e gravar a madeira. Apresenta as obras inspiradas por do mundo feminino, reunidas sob o nome de “Il gentil sesso”. A exposição é atualmente em curso até ao fim temporada. Ler maisnin900

Centro para a Arte Contemporânea

Durante a quarta edição de Play It! (2015) as obras alojadas no vestíbulo foram cedidas pelo Centro para a Arte Contemporânea Luigi Pecci de Prato. Estes foram os artistas presentes: Giuseppe Chiari, Daniele Lombardi, Elisabetta Gut, Silvia Mejìa e Franco Ionda.
Ler mais (texto em italiano)

pecci_ok